Uncategorized

Gênero Neutro

April 23, 2011

Ao ver meus posts anteriores é possível perceber que muitas tendências permeiam do feminino ao masculino, e vice versa. Porém, admito que o mundo real da moda masculina é limitado (ainda mais em países colonizadamente católicos como o Brasil). Consequentemente, as opções restantes não são empolgantes.O que tento fazer no blog é adicionar mais diversão a um guarda-roupas tão estático.

Mas ao que parece, muita gente lá fora já está tornando o styling mais livre. Ou seja, acredito que está se formando o que se poderia denominar de gênero neutro. Roupas femininas vestindo homens, e roupas masculinas em corpos de mulheres. Li um artigo na Style.com que defende justamente este moviemento e comecei a pensar sobre o assunto…

Ultimamente, o mais importante tem se tornado o conceito da roupa como forma iconográfica da mensagem que se deseja passar ao vestir-se. A moda possui códigos e, portanto, é forma de comunicação visual forte. Ao percebermos isso, as limitações de gênero abrem caminho para a linguagem. E desta maneira, tudo é possível desde que a coerência permaneça. Pouco importaria se o pullover é menswear ou womenswear, contanto que ele identifique sua personalidade e o represente.

Exemplo mais notório atualmente seria Kanye West que vestiu uma blusa Chloè, da coleção Spring 2011, durante sua performance no festival de música Coachella esta semana. Porém, outros casos é o que não falta como Liv Tyler em evento usando camiseta masculina Givenchy de Ricardo Tisci com estampa de um rottweiler e daí em diante.

     
Kanye West no festival Coachella vestindo Chloè Spring 2011
 
   
Liv Tyler com camiseta masculina e Ricardo Tisci ao final do desfile

 
James Goldstein, no desfile Balmain Fall 2011 usando jaqueta Balmain Spring 2011 

  Marc Jacobs com estola de raposa Prada Spring 2011

 Bryan Boy de Dolce&Gabbana Fall 2011
Anna Dello Russo de Umit Benan Fall 2011

Andrew Mukamal de Proenza Schouler Resort 2011
Concordo plenamente com Andrew Mukamal, ex funcionário de Kelly Cutrone, que ao explicar o interesse em designs do sexo oposto disse à Style.com: “É bem simples, mulheres têm mais opções. As coleções delas exploram diferentes formas, tecidos, estampas, cores, proporções. Coleções masculinas não chegam a tanto.”
Elly Jackson, a La Roux, no desfile Viktor&Rolf Monsieur 2011

Enhanced by Zemanta

You Might Also Like

No Comments

  • Reply Guilherme Takahashi April 25, 2011 at 9:41 am

    Realmente, as mulheres desde há muito tempo pegam roupas originariamente masculinas para seus guarda-roupas. Exemplo disso muito forte pra mim seria o sapato de salto que, na realidade, começou sendo usado pelo rei frances Luis XIV e hoje é um dos itens que mais inspiram a feminilidade na indumentária. Contudo, os homens é que não se arriscam muito nesse intercâmbio. Acho que seria sim possível uma moda unissex, mais livre dos rótulos de gênero 😉

  • Reply SIL MIZEL April 23, 2011 at 11:35 pm

    OIE,

    post bem legal…vou dar meu pitaco..as mulheres desde chanel a mil noventos e bolinha ….começaram a usar roupas masculinas…homens é que não fazem isso….
    vc acha que a moda deva ser toda unisex…eu adoraria..

    bjs

  • Leave a Reply