Uncategorized

Cartas para Giulietta

May 31, 2011

Hoje meu post vai ser um pouco mais pessoal…
Há 2 meses atrás fui com duas amigas pra Europa, e nosso roteiro incluiu a cidade de Verona ao norte da Itália. Inspirados pelo filme da Amanda Syfried, decidimos visitar a cidadezinha simpática de Julieta e ver com nossos própiros olhos o que é lenda e o que é real.

Como foi a primeira cidade italiana por que passamos, pudemos sentir que a culinária italiana e veronense são realmente fantásticas. Comemos uma pizza que até hoje não houve páreo. Já com os estômagos cheios, fomos então em busca da Casa di Giulietta.

Bolsa: H&M; Óculos: Tom Ford; Sapatos: Gioccia; Blazer: Visit; Colete: Giardino

No caminho, a cidade se mostrou muito rica, cheia de vitrines da Louis Vuitton, Furla, Fendi entre outras lojas de luxo.

Ao chegar à Casa da Julieta, vimos que a quantidade de pessoas que o filme mostra é mito porque estava muito cheia. E tirar foto com a estátua da famosa italiana romântica parecia uma tarefa árdua (quase mais concorrida que o Museu da Madame Tussaud de Londres).

Tem que pegar no peitchéneo pra dar sorte minha gente!

No entanto, o que é verdadeiro é o Clube da Julieta. Subi por umas escadinhas um pouco escondidas, e me surpreendi ao ter acesso à sala onde as mulheres se encontram para responder as cartas que chegam de todos os lugares do mundo. Havia poucas pessoas lá, e à mostra estava uma pasta com algumas histórias de amor muito comoventes e dramáticas.

Como eu estava com o espírito bem participativo naquele dia, depois de ter rabiscado o muro da Julieta (escreve-se seu nome e o de seu amor para dar sorte), escrevi também uma carta.

Não sabia se a resposta realmente viria, até hoje! Acabei de receber minha correspondência de Verona, do Club di Giulietta! o/ — Fiquei bastante feliz de ter comprovado essa história e quis dividir com vocês ;D

Enhanced by Zemanta

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply