Uncategorized

Androginia além de Bowie

July 26, 2011
Acredito que mesmo após termos passado a década de 70/80 com David Bowie sendo o símbolo da androginia, ainda não estamos muito preparados para sua volta. Sim, a androginia está de volta conforme afirmou Jean Paul Gautier quando escalou Andrej Pejic, modelo sérvio ultra andrógino que o inspirou em sua coleção Fall 2011.
Não digo que nos encontramos despreparados para recepcionar o conceito andrógino porque sofro de preconceito ou porque a moda não seja libertária. Mas digo isso pois na rua ainda não há tolerância alguma com a diversidade. Gays ainda são agredidos gratuitamente com lâmpadas, emos e góticos ainda sofrem bullying e travestis ainda são alvos de bexigas d’água nas avenidas de Maringá. Aparentemente seria difícil imaginar o roqueiro inglês (hétero sexual e casado com a modelo Iman), andando com suas calças justas e tecidos metalizados sem que fosse alvo de algum tipo de violência.

Mas como no hemisfério norte a mentalidade é outra e os ataques são pontuais (geralmente com fundos de ideologias fanáticas), acho que fica mais fácil se render às próprias vontades do vestir-se. 

David Bowie

Outro rock star que se utiliza de um visual elaborado, com maquiagem, e cuja figura esguia evidencia caracteres femininos e masculinos é Bill Kaulitz, vocalista da banda alemã Tokio Hotel. Ele chegou a inclusive abrir o desfile da dupla Dsquared² no Inverno 2010.

Talvez o conceito de androgenia se misture na cabeça das pessoa com o transsexualismo de Lea T. que tanto foi posto em evidência. Contudo, um não é a mesma coisa que o outro. A estética andrógina é aquela mistura o masculino com o feminino e não está diretamente relacionada com o transsexualismo em si, mas sim com ambas características de gênero. É razoável, no entanto, esperar que as pessoas não aceitem de cara tais conceitos, mas o mínimo que devemos exigir é o respeito.
Obviamente não é corriqueiro vermos pessoas andróginas em nosso cotidiano, porém, a moda tem apontado para a aceitação do ambíguo, do ambivalente. Como já postei em “Gênero Neutro“, cada vez mais constante se mostra a troca entre masculino e feminino onde quase tudo pende para o meio: o unisex.
Se pensarmos que o salto alto hoje tão amado/odiado pelas mulheres surgiu com o rei sol, francês, Luis XIV e que inclusive naquele século XVII (Super Interessante) os homens usavam rendas e perucas alvas, muito chão foi percorrido até que o item inicialmente masculino se tornasse símbolo da feminilidade. E por que então os homens deveriam se prender às estruturas rígidas de tecidos sem graça que em nada se relaciona com o toque do chiffon de seda, ao movimento drapeado ou ao glamour dos paetês? O diálogo entre os 2 gêneros pode ser enriquecedor.
Evidência disto seria o modelo Andrej Pejic. Esguio com seus 1,88m de altura, cabelos longos e loiros, ele é o rosto da androginia contemporânea. Desfilou para Gautier tanto na coleção masculina quanto na feminina assim como fez sucesso nas passarelas de Marc Jacobs, veio ao Brasil para a Auslander e posou para capas como a da Carbon Copy.

Segundo o próprio Andrej, ele é um ótimo negócio em tempos de recessão porque com apenas 1 modelo consegue-se desfilar/ fotografar coleções masculinas e femininas. ;D
Este vídeo é muito interessante ao mostrar a tragetória de Andrej e toda sua recepção no mundo da moda.

Enhanced by Zemanta

You Might Also Like

No Comments

  • Reply Mih_michele January 24, 2012 at 10:08 am

    Androgino ou não Bill Kaulitz é absolutamente tudo de lindo… e de estilo….ele manda muito bem…

  • Reply Fernando Marques August 2, 2011 at 11:41 am

    Querido, eu tneho uma certa quedinha por androgenos! acho super lindo e perfeito este visual! estilo é tudo neste caso!

    amei tudo por aqui! sua analise é perfeita e adorei o blog, tanto que passei a lhe seguir e queria lhe chamar para quando tiver um tempinho passar em meu blog também!

    amei o post!

    http://wwwmaismoda.blogspot.com

    beijos e abraços!

  • Reply Chez Carolinette July 29, 2011 at 2:10 am

    Takinha, adoro essas suas análises sobre os assuntos do mundo fashion! São tão “grown-up” hehehhe

    Bisous, ami!!!

    Chez Carolinette

  • Leave a Reply