Uncategorized

Dê um print

May 7, 2012
Com o advento da estamparia digital o mundo dos printings certamente ficou muito mais interessante e atraente. A qualidade das cores e composições nas imagens salta a nossos olhos. E justamente por isso tenho me rendido às estampas cada vez mais. Geralmente por causarem maior efeito visual na roupa, nunca investi em peças com padronagens marcantes e verdadeiramente interessantes. Entretanto, tenho visto que as prints vieram para ficar. Abaixo fiz uma lista das estampas que me conquistaram o coração:
1 – MARY KATRANTZOU: Impossível falar em estamparia contemporânea sem mencionar o nome desta estilista grega. Formada pela Central Saint Martins (uma das melhores faculdades de moda do mundo), atualmente trabalha em Londres. Ela teve seu debut em fevereiro de 2009 e de lá pra cá já coleciona parcerias fortes com nomes de peso como Longchamp e Topshop. Suas estampas hiper realistas tem poder hipnótico sem sombra de dúvidas.

Algo que gosto muito do trabalho de Katrantzou é a forma como ela utiliza suas padronagens para modelar a silhueta, dando o efeito ótico de alterar a forma do corpo/ da roupa.

Mary Katrantzou Fall 2009

2 – MARNI: A Marni é uma marca italiana fundada por Consuelo Castigliani em 1994. Seu trabalho com estampas é muito rico, e por vezes combinado com cores bem sólidas e sóbrias. Me apaixonei pelos looks total print que a Marni  usou em sua coleção para a H&M.

OBS: só não recomendaria a sandália com a meia em hipótese alguma  >_<
Marni para H&M

3 – GIVENCHY: Riccardo Tisci é meu herói. Tudo o que ele faz me agrada bastante. Por isso não teria como ser diferente com suas estampas digitais na Givenchy. Achei genial a mistura que ele fez de panteras negras com orquídeas na coleção feminina de inverno 2011 e muito bom trabalho com os florais de ikebana no verão masculino 2012.

4 – PETER PILOTTO: Apesar do nome da marca ser apenas o de Peter Pilotto, quem está junto com ele nas criações é o designer Christopher De Vos. Os dois se conheceram na escola de artes da Bélgica nos anos 2000. Porém a marca só nasceu em 2009, e mesmo sendo recente, tem conquistados fãs ao redor do mundo com sua silhueta clássica mas de muito frescor.

5 – CELINE: A Celine não é uma marca que necessariamente sempre faça estampas, mas na coleção Resort 2012 a grife acertou em cheio com seu floral bem over. Isso me lembrou a cena de O Diabo Veste Prada em que Miranda ironiza o clichê das flores na primavera – contudo, Phoebe Philo (estilista da grife) soube sair do mainstream com o fundo preto, pesado, contrastante.
Até Anna Wintour gostou

E se você acha que florais são só para as girly girls pode estar enganado. Aqui no Garotos de Saia a gente mergulha nas tendências de cabeça – assim como o GD da boyband coreana BigBang na Vogue Korea.

Add caption
6 – PUCCI: Já faz parte do DNA da Emilio Pucci suas estampas; nome que tem se renovado sob a direção de arte do norueguês Peter Dundas.
Pucci 1968 e Spring 2012

Enhanced by Zemanta

You Might Also Like

No Comments

  • Reply Jota Ribeiro May 9, 2012 at 11:53 am

    é muito amor por Ricardo Tisci e suas estampas a la Watch The Throne.

  • Leave a Reply