Beleza

Que cor sou eu?

May 30, 2014

 

cor-de-base-gui-takahashi2

 

Escolher a cor da base em um primeiro momento pode parecer algo fácil e até óbvio. Muitos garotos e garotas pensam que basta encontrar aquela que mais se aproxima à tonalidade do rosto. Mas muita calma nessa hora. Não é bem assim.

Em um mundo ideal, a rotina de beleza  incluiria protetor solar tanto na face quanto no pescoço, todos os dias, sem deixar de lado as reaplicações periódicas a cada duas ou três horas. Porém, sabemos que não é bem assim que as coisas funcionam na prática. Aposto que você já fica orgulhoso de si ao passar o filtro diariamente, mesmo que se esqueça do pescoço dos retoques.  Pois bem, só com esse hábito sua cara já deve estar mais clara. Sem falar ainda, que há quem proteja com FPS maior a face que o resto do corpo. Consequentemente, ao comprar uma base da exata cor do seu rosto, pode ser que o resultado seja o temido “efeito máscara”.

Além disso, as bases não se dividem apenas em claras ou escuras. Elas também devem combinar com o seu subtom de pele. Repare que algumas pessoas coram mais facilmente e se queimam no sol, ao invés de se bronzear. Isso é um sinal de que o subtom é mais frio, geralmente mais rosado. Já aqueles que conseguem um bronzeado sem muito esforço, e dificilmente ficam parecendo um camarão se descascando inteiro, quase sempre têm o subtom mais quente, mais dourado. Ou ainda, há quem tenha o subtom de pele neutro, que fica entre as duas características.

Para evitar o que deixa a cara em um tom enquanto o pescoço está em outro, ou a incompatibilidade de subtons, é importante ter alguns cuidados na hora da compra:

  1. Vá com a cara limpa à loja. Para acertar na compra, você deve conseguir ver a cor real dos seus rosto e pescoço.
  2. Não tenha vergonha de testar na pele o produto. A gente sempre acha que dá conta de ir pelo “olhômetro”, fazendo presunções sem constatar de maneira mais objetiva. Pois essa é uma grande armadilha. Sem provar, dificilmente você vai dar um tiro certeiro. O negócio é passar a base onde ela será usada, para realmente ver se vai rolar. E os garotos não precisam ficar tímidos de usar o tester da loja. Garanto que será mil vezes melhor provar na gôndola, do que aparecer na balada com a cara de uma cor nada a ver.
  3. Procure pela tonalidade do pescoço, e não a do rosto. Se você não quer sair gongado na foto, como quem levou um mega susto ou parecendo que está usando uma máscara, compre a base da cor do pescoço. O resultado será mais uniforme, sem parecer que o maxilar é um divisor cromático.
  4. Para saber qual a sua cor, passe um pouco da base em uma linha vertical, do rosto até o pescoço. Assim, você consegue ter uma noção mais clara do tom que precisa e qual se aproxima mais da sua pele.

São 4 dicas bem fáceis, mas que podem evitar constrangimentos.

 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply