Diário, Lifestyle

Finalmente, tenho um Bullet Journal!

January 5, 2017

Adoro essa época do ano por um motivo muito simples: é hora de começar a escrever em agendas novinhas. Fui um baby gay muito nerd e amava visitar papelarias, escolher material escolar, desbravar canetas coloridas, cuidar dos cadernos para não ficarem com orelhas de burro… Ainda gosto de páginas brancas fresquinhas, virgens, com cheiro de gráfica e celulose, esperando para serem usadas. (Sentiu o fetiche?).

As primeiras linhas de uma agenda são quase a manifestação prática da esperança que se renova e todo aquele blá blá blá de cartão de fim de ano. O otimismo vem, me pega de jeito e me faz acreditar que não vão haver erros, rasuras ou borrões como no passado. Fico decidido a cumprir todas as minhas resoluções para o ano que começa com muita organização.

Nessa vibe, me rendi a um desafio: manter um bullet journal em 2017. Se você não conhece o termo, aqui vai uma tentativa de explicação: o bullet journal é uma agenda-diário onde você planeja o ano, o mês e o dia; anota todos os afazeres, eventos e ainda toma nota do que se passou. Ou seja, é um jeito esperto de se manter organizado com relação a presente, passado e futuro. Parece promessa demais pra pouco santo, eu sei, mas vou explicar como pode funcionar.

Curti esse conceito porque sempre tive anotações espalhadas por milhares de caderninhos e também no celular. É uma mania louca de anotar coisas e esquecer pra trás. Com o bullet journal, tudo fica em um lugar só e você ainda consegue manter o cérebro e a escrita manual funcionando – em uma era dominada por botões e telas touch screen.

Não prometo um guia completo para quem quer um bullet journal digno de Pinterest e com cara de scrapbook. Mas vou, humildemente, tentar dar algumas coordenadas de como montar o seu, assim como fiz o meu caderno-agenda-diário:

1 – Você vai precisar de…
a) Caderno
Ok, pode ser um Moleskine, daqueles bem caros mas que são lindos e a gente não resiste. No meu caso, como quis começar o ano disciplinado e dentro do orçamento, comprei um caderno brochura de capa dura comum.
b) Canetas coloridas
Mais uma vez, para ser econômico comprei daquelas de várias cores em um. Nada de Stabilo.

2 – Antes de começar…
a) Enumere as páginas
Isso vai facilitar quando você precisar procurar alguma informação no seu caderno.
b) Símbolos
Esse tipo de agenda-diário foi batizado de bullet journal porque leva como essência a organização de tarefas por pontos, ou “bullets” em inglês. Dessa forma, cada símbolo que você marca depois de um lembrete tem um significado. Anote para não esquecer:
“•”  – Tarefa a ser feita
“X” – Tarefa feita
“O” – Evento ou compromisso
“–” – Anotação
“>” – Tarefa adiada para o dia ou mês seguinte
“<” – Tarefa agendada para outra data
No meu caso, preferi usar o “X” pra me referir às coisas canceladas e o “√” para o que fiz. Por exemplo: Se eu tiver como tarefa do dia lavar roupa, vou marcar “• Lavar roupa” na agenda. Caso esse afazer tenha sido cumprido, marco por cima do pontinho “√ Lavar roupa”. E assim por diante.

 

c) Anotações curtas
Pra facilitar sua própria vida, mantenha as anotações curtas e rápidas de entender. Vale até usar apenas palavras chaves.

3 – Comece…
a) Índice
Depois de enumerar, deixe duas páginas para anotar o índice do seu bullet journal. Ele vai ajudá-lo a não se perder. Não seja ansioso. Você irá preenchendo conforme for fazendo as anotações em seu caderno. O índice não se define completamente no começo.


b) Tabela do ano
Nas próximas 4 páginas, conte o número de linhas e divida-as em 3. Cada uma das células da tabela que se formou será um mês do ano. Você vai anotar ali os principais compromissos.


c) Listas
Gosto delas mais por diversão e para manter um histórico das coisas. Por isso, separei algumas páginas pra anotar livros, filmes e músicas que vou ler, ver e ouvir durante o ano. Essas listas são uma boa para um flashback.


d) Metas do ano
Todas aquelas resoluções esperançosas para 2017 vão nessas páginas.


e) Panorama do mês
É aqui que começa seu planejamento mensal. Você vai listar na página todos os dias do mês para anotar quando tiver algum compromisso ou acontecimento marcante.


e) Afazeres do mês
Nesta página você coloca tudo que não pode deixar de fazer no mês e que não tenha, necessariamente, uma data específica.


f) Afazeres do dia
Finalmente, todas suas tarefas, anotações, lembretes, compromissos do dia serão anotados nessa seção. O verso da página deixo pra anotações no estilo diário, para me lembrar depois do que senti, pensei ou fiz.


g) Seja criativo e customize
Faça o bullet journal do jeito que for melhor e mais fácil para você. O importante é manter-se organizado. Tem quem crie tabelas para facilitar na hora de ver o progresso de alguma meta, tem gente que curte enfeitar a agenda com fitas e adesivos, outros fazem ilustrações e tal. Deixe suas anotações com a sua cara.

Se você quiser assistir a um vídeo sobre o assunto para esclarecer eventuais dúvidas, tem esse do link: https://www.youtube.com/watch?v=fm15cmYU0IM

 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply